Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Cumprimento do défice é aritmética e não significa crescimento - economista

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 24 jan (Lusa) -- O cumprimento em 2012 do défice exigido pela 'troika', divulgado na quarta-feira pela Direção-Geral do Orçamento e contestado pelo PS, é para o professor de economia José Reis, uma questão mais aritmética do que económica.

Segundo disse este economista à Lusa, a questão do défice "é importante", mas é preciso ter em conta que "foi conseguido com medidas extraordinárias", refletindo "uma economia que não cresce e, portanto, não produz receita fiscal como poderia produzir se estivesse a funcionar normalmente".

O professor catedrático da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra e investigador do Centro de Estudos Sociais comentava a execução orçamental de 2012 apresentada na quarta-feira.