Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Crise: Stiglitz diz que dirigentes devem centrar-se no crescimento e não na "paranoia inflacionária"

Lusa economia

  • 333

Buenos Aires, 15 ago (Lusa) - O prémio Nobel da Economia Joseph Stiglitz afirmou que os dirigentes mundiais devem centrar-se no crescimento e não prosseguir na "paranoia inflacionária", se quiserem reverter a crise global.

Numa conferência na segunda-feira na Universidade de Buenos Aires, o economista norte-americano considerou que essa "paranoia" com as metas da inflação nos países desenvolvidos "acaba por ser um problema pior do que a própria inflação", uma vez que não abrange questões como o emprego, o crescimento e a distribuição dos rendimentos.

"O foco posto na inflação nos Estados Unidos e na Europa antes de 2008 foi uma das razões pelas quais entrámos em crise. Porque não estavam concentrados na estabilidade financeira, no desemprego, noutros aspetos em que deviam ter-se focado", disse o economista.