Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Crise: "Se voltamos a subir não nos respeitam" -- Mineiros das Astúrias

Lusa economia

  • 333

Astúrias, Espanha, 22 jun (Lusa) - Mais de 180 mineiros de carvão da região das Astúrias iniciam hoje, sexta-feira, uma marcha de 19 dias rumo à capital espanhola, num protesto aos cortes nos subsídios do setor, que dizem vir estrangular a economia local.

O setor do carvão nas Astúrias é completamente dependente dos subsídios que deverão passar, em 2012, de 301 para 111 milhões de euros, diminuição que o governo espanhol atribui a imposições europeias e que já deu azo à constituição de milícias populares armadas, além da barricada de sete trabalhadores nas minas de Santa Cruz del Sil, que dura há já 33 dias.

A agência Lusa teve acesso ao espaço de 40 m2 em que se encontram os sete mineiros de carvão, acessíveis somente após um trajeto de 20 minutos em composições sobre carris, ao longo de três quilómetros de mina e sob condições de humidade extremas.