Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Correios da Nova Zelândia vão cortar até 2.000 postos de trabalho

Lusa economia

  • 333

Wellington, Nova Zelândia, 01 nov (Lusa) -- Os Correios da Nova Zelândia informaram hoje que vão cortar até 2.000 postos de trabalho numa reestruturação que foi considerada pelo primeiro-ministro, John Key, como inevitável.

Esta decisão surge três dias depois dos Correios neozelandeses terem informado que passarão a distribuir cartas apenas três vezes por semana a partir de meados de 2015 em vez dos atuais seis dias, à exceção do domingo.

John Key afirmou que os cortes refletem o facto de os serviços de correios estarem a enfrentar uma transição com os avanços tecnológicos na era digital que estão a ter impacto sobre o negócio.