Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Conjuntura: Mais de metade das PME estimam quebras na faturação do segundo trimestre - Barómetro CCP

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 03 jul (Lusa) - A maioria das pequenas e médias empresas (PME) portuguesas estima que a faturação do negócio terá sofrido uma quebra no segundo trimestre, de acordo o barómetro PME Comércio e Serviços, hoje divulgado pela CCP.

De acordo com o estudo da Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP), quando questionadas sobre as expetativas futuras das PME em relação ao período entre abril e junho, 56,4 por cento estimou quebras no seu volume de negócio.

"Os resultados do barómetro PME Comércio e Serviços da CCP indicam uma tendência acentuada para o desinvestimento, redução da capacidade instalada e redução do quadro de recursos humanos. Estas intenções, relativas ao segundo trimestre de 2012, quase que duplicaram face às expressadas no final do ano passado", refere a confederação.