Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Comandante Ricciardi diz que tentou evitar "rutura institucional imediata" no GES

Lusa economia

  • 333

Redação, 11 nov (Lusa) - O comandante António Ricciardi, presidente do conselho superior do Grupo Espírito Santo (GES) e pai de José Maria Ricciardi, afirmou hoje ter apoiado o voto de confiança pedido pelo presidente do BES, Ricardo Salgado, "para evitar a rutura institucional imediata".

Em comunicado hoje emitido, António Ricciardi esclarece: "Só não apoiei o voto do meu filho José Maria Espírito Santo Silva Ricciardi na moção de confiança pedida por Ricardo Salgado para evitar a rutura institucional imediata, mas subscrevo sem quaisquer reservas a posição assumida pelo conselho, incluindo a do meu filho José Maria Espírito Santo Silva Ricciardi, sobre a 'governance' e sucessão na liderança do Grupo Espírito Santo".

Na passada quinta-feira, o conselho superior do Grupo Espírito Santo aprovou uma moção de confiança a Ricardo Salgado, solicitada pelo próprio, mas José Maria Ricciardi, presidente executivo do Banco Espírito Santo de Investimento (BESI) não a subscreveu, por razões que "se dispensa de revelar", disse.