Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Chipre: Governador do banco central admite que pedido de resgate está mais próximo

Lusa economia

  • 333

Nicósia, 04 jun (Lusa) -- O Chipre parece estar cada vez mais próximo de pedir ajuda financeira à União Europeia para ajudar a salvar o setor bancário em dificuldades, disse hoje o governador do banco central cipriota.

Panicos Demetriades disse que o Chipre, um dos 17 países da zona euro, se está a esforçar por arranjar 1,8 mil milhões de euros para injetar na segunda maior instituição de crédito do país, o Banco Popular do Chipre, até dia 30 de junho.

"Quanto mais nos aproximamos da data limite, menos improvável é (pedir um resgate financeiro)", afirmou Demetriades numa entrevista ao Financial Times.