Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Caso BPP: João Rendeiro e dois ex-administradores vão ser julgados por burla

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 14 out (lusa) - O antigo presidente do Banco Privado Português (BPP), João Rendeiro, e os ex-administradores Fezas Vital e Paul Guichard vão ser julgados por burla qualificada, por decisão do Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC), disse à Lusa fonte judicial.

A fonte adiantou que o juiz do TCIC confirmou na íntegra a acusação do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa, num processo em que os queixosos são antigos clientes do BPP que subscreveram produtos de retorno absoluto.

Este produto prometia rentabilidades garantidas na maturidade, mas com o colapso financeiro do BPP, no final de 2008, a instituição não cumpriu o estipulado com os clientes.