Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Candidato a governador do Banco do Japão defende maiores medidas de estímulo

Lusa economia

  • 333

Tóquio, 04 mar (Lusa) -- O atual presidente do Banco Asiático de Desenvolvimento (BAD), Haruhiko Kuroda, proposto pelo Governo nipónico para ser o governador do Banco do Japão (BOJ), defendeu hoje a necessidade de maiores medidas de estímulo para a acabar com a deflação.

Haruhiko Kuroda, que sustentou hoje a sua candidatura à liderança do BOJ na Câmara Baixa nipónica, disse considerar que as medidas de flexibilização monetária aplicadas até ao momento pelo banco emissor não são suficientes para se alcançar a meta de 2 % de inflação, acordada com o Executivo.

"Eu quero deixar claro que faremos todo o possível para nos livrarmos da deflação", afirmou, em declarações citadas pela Jiji Press.