Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Bruxelas só dará verbas aos bancos se o país estiver à beira da falência - Bloomberg

Lusa economia

  • 333

Bruxelas, 08 jun (Lusa) - Os países da zona euro só devem poder pedir ajuda direta a Bruxelas para os bancos 'a fundo perdido' se a própria economia do país estiver em risco de falência, de acordo com um relatório preliminar da Comissão Europeia, citado pela Bloomberg.

Caso contrário, escreve o relatório, o Mecanismo de Estabilidade Europeu (MEE) deve emprestar fundos ao país em causa, que depois terá a responsabilidade de os canalizar para as instituições financeiras que dele necessitem, como aconteceu em Espanha, diz o documento que está a ser citado pela agência financeira Bloomberg.

A ajuda direta do MEE faz parte da estratégia da União Europeia para melhorar o sistema bancário através de uma supervisão conjunta e de regras harmonizadas sobre como lidar com os bancos em dificuldades.