Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Bruxelas insta Estados-membros a combater atrasos nos pagamentos para evitar falências de PME

Lusa economia

  • 333

Bruxelas, 05 out (Lusa) -- A Comissão Europeia sublinhou hoje a necessidade de se combater a "cultura perniciosa" de atrasos nos pagamentos na União Europeia, responsável pela falência de milhares de pequenas e médias empresas (PME), considerando "urgente" o cumprimento da nova lei.

O executivo comunitário lançou hoje uma campanha de informação nos 27 Estados-membros, com o objetivo designadamente de encorajar a rápida integração da nova diretiva (lei comunitária) relativa aos atrasos de pagamento nas legislações nacionais ainda antes do prazo-limite, 16 de março do próximo ano.

"Todos os anos milhares de PME abrem falência pelo facto de as suas faturas não serem pagas. Estamos empenhados em pôr cobro a esta cultura perniciosa do pagamento tardio na Europa. É urgente que os Estados-Membros transponham a diretiva relativa aos atrasos de pagamento para as legislações nacionais o mais cedo possível", comentou o comissário europeu da Indústria e Empreendedorismo, Antonio Tajani, no lançamento da campanha de informação, que arrancou hoje em Roma e prossegue em diversas capitais nos próximos meses, não havendo ainda data para eventos em Portugal.