Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Bruto da Costa defende estudo nacional que traduza verdadeira situação de pobreza do país

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 27 fev (Lusa) -- O especialista Alfredo Bruto da Costa teceu hoje duras críticas aos dados do Eurostat, que indicam uma redução da taxa de risco de pobreza, e defendeu a realização de um estudo nacional, que "traduza a verdadeira situação do país".

"Se quisermos saber realmente a situação do nosso país e como está a evoluir, devem utilizar-se os dados do Eurostat apenas para um enquadramento geral, e fazermos um estudo e um inquérito que traduza, com maior segurança e consistência científica, a verdadeira situação do país", disse à Lusa o presidente da Comissão Nacional Justiça e Paz.

Dados divulgados esta semana pelo Eurostat, gabinete de estatística da União Europeia, indicam que, entre 2010 e 2011, o risco de pobreza ou exclusão social baixou de 25,3% da população, para 24,4% (2,6 milhões de portugueses), mas continua acima da média europeia (24,2%).