Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

BPI paga 13,9 ME no imposto especial cobrado à banca em 2012

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 30 jan (Lusa) -- O BPI pagou 13,9 milhões de euros na contribuição extraordinária cobrada à banca, em 2012, a que se somaram mais 3,6 milhões de euros a consultores do Ministério das Finanças e do Banco de Portugal.

O presidente do banco, Fernando Ulrich, destacou hoje que os 13,9 milhões de euros em impostos, para cumprir a contribuição extraordinária da banca, penalizaram as contas do banco na atividade doméstica e criticou que esta taxa não tenha em conta os resultados líquidos das instituições financeiras.

Já os 3,6 milhões de euros pagos ao Estado destinaram-se a cobrir as despesas com consultores do Ministério das Finanças para a recapitalização do banco, assim como aos consultores do Banco de Portugal pela inspeção à carteira de crédito, um valor que, em 2011, foi de 2,7 milhões.