Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Bónus de António Horta-Osório no Lloyds dependente da venda da participação estatal

Lusa economia

  • 333

Londres, 01 mar (Lusa) - António Horta-Osório só receberá o bónus de 1,7 milhões de euros atribuído este ano se o Governo britânico conseguir vender um terço da participação de 40% no Grupo Bancário Lloyds.

A administração anunciou hoje ter atribuído ao presidente executivo 1,485 milhões de libras (1,71 milhões de euros) em ações em reconhecimento pelo desempenho do grupo em 2012, mas impôs várias condições.

A principal é que só se concretizará "se for atingido um preço de ação de 73,6 pence (0,85 euros) durante um determinado período, ou se o Governo vender, pelo menos, 33% da sua participação a preços superiores a 61 pence (0,70 euros)".