Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Birmânia: Coca-Cola regressa ao mercado depois de 60 anos

Lusa economia

  • 333

Banguecoque, 15 jun (Lusa) -- A multinacional norte-americana Coca-Cola anunciou que voltará à Birmânia depois de 60 anos de ausência, o que fará com que a Coreia do Norte e Cuba sejam os únicos países do mundo à margem do mercado direto da companhia.

A decisão da empresa de refrigerantes surge depois do levantamento das sanções contra a Birmânia anunciado pelo Governo dos EUA em resposta às reformas democráticas levadas a cabo nesse país asiático, onde a marca americana chegou em 1927.

"A entrada planeada da Coca-Cola na Birmânia, depois da suspensão das sanções, será baseada nos nossos padrões de ética corporativa e política de direitos humanos e laborais e contra o pagamento de subornos", defende em comunicado a empresa sedeada em Atlanta.