Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

BE acusa 'troika' de "inflexibilidade" e de se "auto-absolver"

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 05 mar (Lusa) -- O deputado do Bloco de Esquerda Luís Fazenda sublinhou hoje o "tom de inflexibilidade" por parte dos representantes da 'troika', que hoje se reuniram com os partidos, no parlamento, considerando que há "uma espécie de auto absolvição".

Fazenda disse aos jornalistas, após o encontro, que os elementos da 'troika' (Fundo Monetário Internacional, Banco Central Europeu e Comissão Europeia) consideram que "o que está a correr menos bem no programa [português] não tem a ver com o programa que a 'troika' estabeleceu (...) mas tem a ver apenas com a recessão", acrescentando que "há uma espécie de auto absolvição da 'troika'".

Relativamente à possibilidade de reestruturar a dívida portuguesa, que o BE defende, Luís Fazenda disse que "a 'troika' foi claríssima: não pode haver reestruturação da dívida, não deve haver, porque isso prejudicaria muito a situação da banca".