Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

BCP: Decisão do Tribunal Constitucional foi "muitíssimo infeliz" - Nuno Amado

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 27 jul (Lusa) - O presidente do BCP, Nuno Amado, considerou hoje que a decisão do Tribunal Constitucional foi "muitíssimo infeliz" e defendeu que "é premente" a revisão da Constituição.

Em conferência de imprensa para apresentação de resultados semestrais do banco, Nuno Amado afirmou que a decisão do Tribunal Constitucional de chumbar os cortes de subsídios aos funcionários públicos e pensionistas foi, "em termos de bom senso, uma decisão muitíssimo infeliz que vai implicar um conjunto de decisões complementares que podem ter um efeito ainda mais difícil para economia portuguesa".

"Na minha perspetiva, entendo a dificuldade da medida, mas já foi referido que a situação de partida dos diversos grupos de trabalhadores não é a mesma", acentuou o banqueiro, segundo o qual "não se deve ter em conta só as medidas, mas o enquadramento" das mesmas