Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

BCE não consegue travar crescentes diferenças no acesso ao crédito na zona euro - FT

Lusa economia

  • 333

Londres, 01 abr (Lusa) -- A atuação do Banco Central Europeu evitou o desmembramento da zona euro, mas agudizaram-se as diferenças nas condições de acesso ao crédito entre os vários países da região, revela um estudo do Goldman Sachs citado hoje pelo Financial Times.

Segundo o Financial Times (FT), as crescentes diferenças nos custos do crédito bancário a pagar pelas empresas "revela como as medidas do BCE evitaram um catastrófico desmembramento da zona euro, mas falharam o objetivo de facilitar as difíceis condições de crédito nos países periféricos do sul, onde as perspetivas de crescimento económico continuam sombrias.

Desde meados de 2012, a diferença entre os juros das dívidas soberanas espanhola e italiana a 10 anos face à alemã diminuiu significativamente, tendo o indicador do Goldman Sachs que mede as variações entre as taxas de juro cobradas pelos vários bancos da zona euro também começado por diminuir.