Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

BCE defende que mais tempo para corrigir défices só em situações excecionais

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 06 jun (Lusa) - O Banco Central Europeu (BCE) considera que a flexibilização das metas para o défice orçamental de alguns países pela Comissão Europeia só deve acontecer em situações excecionais.

Na conferência de imprensa que se seguiu à reunião do conselho de governadores da instituição que lidera, Mario Draghi explicou as posições do BCE para além da decisão de manter as taxas de juro de referência em valores mínimos históricos.

"O conselho de governadores considera muito importante que as decisões do Conselho Europeu para estender o período de tempo para corrigir as situações de défice excessivo permaneçam reservadas para situações excecionais", disse o presidente da instituição.