Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Bancos do Chipre precisam de até 8,86 mil milhões de euros - Auditoria da Pimco

Lusa economia

  • 333

Nicósia, 22 fev (Lusa) - O sistema bancário do Chipre, muito exposto à crise grega, precisa de ser financiado em até 8,86 mil milhões de euros no âmbito do plano de resgate daquele país, segundo uma auditoria do fundo de investimento Pimco, divulgado hoje pela agência oficial CNA.

O fundo Pimco, um dos maiores fundos de investimento mundial, foi mandatado para efetuar uma auditoria relativa às necessidades dos bancos cipriotas pela União Europeia (UE), o Banco Central Europeu (BCE) e o Fundo Monetário Internacional (FMI), a quem o Chipre pediu ajuda financeira para evitar a bancarrota.

Segundo as conclusões do trabalho do Pimco, o setor bancário cipriota terá necessidade de uma ajuda estimada entre os 5,98 e os 8,86 mil milhões de euros, noticia a CNA, confirmando dados já veiculados na imprensa alemã.