Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Banca: FMI considera que um sistema bancário concentrado é menos suscetível a crises

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 25 set (Lusa) - Um sistema bancário com muitos bancos estrangeiros é mais suscetível de criar instabilidade e prejudicar a economia, de acordo com um estudo do FMI, que afirma também que um sistema concentrado é menos passível de sofrer crises.

Estas são algumas das conclusões de um estudo feito pela instituição sediada em Washington para 58 países do mundo entre 1998 e 2010 sobre as relações entre o sistema financeiro e o crescimento económico.

Baseado nos resultados obtidos, o FMI afirma que são "benéficas a maior parte do tempo" as conexões de um sistema bancário nacional com sistemas financeiros externos através dos bancos estrangeiros presentes no país. No entanto, adianta, durante as recentes crises financeiras estes estiveram associados a "maior volatilidade" e a um "menor crescimento nas economias avançadas", devido aos efeitos de contágio, o que torna um sistema bancário com elevada proporção de bancos estrangeiros mais instável.