Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Austeridade: Dever da comunidade é saber o que é aceitável em esforço tributário - Carlos Costa

Lusa economia

  • 333

Porto, 27 set (Lusa) -- O governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, afirmou hoje que o dever de uma comunidade é saber o que classifica como aceitável em termos de esforço tributário, sendo este um valor que varia de país para país.

Carlos Costa, que falou na abertura do Fórum de Bolsa 2012 organizado pela NYSE Euronext no Palácio da Bolsa, no Porto, disse que "há sociedades em que um esforço tributário de 50 por cento é perfeitamente aceitável, porque faz partes dos valores, e há sociedades onde não é".

"O dever de uma comunidade é saber o que é que considera aceitável em termos de esforço tributário. O que é que em termos sustentáveis consideram aceitável?", questionou o governador do banco central, numa intervenção com o título "Financiamento das empresas e crescimento económico", que durou mais de uma hora.