Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Austeridade: Bruxelas só se pronuncia no final da missão da 'troika'

Lusa economia

  • 333

Bruxelas, 07 set (Lusa) - A Comissão Europeia escusa-se a comentar as novas medidas de austeridade hoje anunciadas pelo Governo, dado que a quinta avaliação do programa de assistência a Portugal ainda não está concluída, e só se pronunciará uma vez terminada a missão da 'troika'.

O gabinete de imprensa do comissário dos Assuntos Económicos, Olli Rehn, indicou à Lusa que a Comissão só fará comentários quando chegar ao fim a missão de representantes do executivo comunitário, do Banco Central Europeu e do Fundo Monetário Internacional, o que deverá suceder em breve, uma vez que a 'troika' iniciou a 28 de agosto passado a sua missão, que normalmente se prolonga por cerca de duas semanas.

O primeiro-ministro anunciou hoje ao país que os pensionistas continuarão sem subsídios de natal e férias e que os funcionários públicos continuarão com um dos subsídios suspenso e o outro será reposto de forma diluída nos 12 salários, apenas para ser retirado de novo através do aumento da contribuição para a Segurança Social de 11 para 18 por cento.