Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Alemanha/Eleições: Subida do partido antieuropeu pode agravar juros de Portugal

Lusa economia

  • 333

Londres, 13 set (Lusa) - As taxas de juro que os investidores cobram para transacionarem dívida pública dos países periféricos da Europa, incluindo Portugal, podem aumentar se os eurocéticos alemães da AfD obtiverem uma votação significativa, escreve o Citigroup numa análise enviada aos clientes.

De acordo com o documento, citado pela Bloomberg, o resultado das eleições alemãs não deverá implicar uma mudança de políticas do Executivo relativamente à política europeia, até porque se espera a vitória da atual chanceler, Angela Merkel, mas o "sentimento dos mercados a muito curto prazo está dependente da composição da próxima coligação governamental na Alemanha", escrevem os analistas do Citigroup, liderados por Alessandro Tentori.

Sobre os países periféricos, a equipa de técnicos avisa que "uma performance forte do partido anti-euro Alternativa para a Alemanha (AfD, na sigla em alemão) pode ter impacto nos 'spreads' da periferia".