Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Álcool: Idade legal para cerveja e vinho deve ser diferente da das 'bebidas brancas' - Pires de Lima

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 06 jun (Lusa) -- O presidente da Associação Portuguesa de Produtores de Cervejas (APCV) defendeu hoje que a idade legal para o consumo de vinho e cerveja deve ser diferente da das bebidas espirituosas e manter-se nos 16 anos.

António Pires de Lima mostrou-se preocupado com as medidas "proibicionistas" que o Governo quer adotar, sublinhando que "não se deve misturar a cerveja e o vinho" na legislação que se pretende aplicar às bebidas de álcool destilado, e defendeu a manutenção da atual idade legal para os primeiros dois casos, até porque essa é uma prática que já existe.

"Os jovens também se educam aprendendo a beber em casa. A partir dos 16, 17, 18 anos foi seguramente a idade em que nós próprios e, se calhar, os próprios ministros se iniciaram no consumo de cerveja ou de vinho", exemplificou.