Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ajuda Externa: Programa foi otimista quanto ao impacto do ajustamento na economia - CFP

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 07 nov (Lusa) - O Conselho das Finanças Públicas (CFP) considera que o programa de ajustamento acordado entre Portugal e a 'troika' foi excessivamente otimista no impacto que previa que o ajustamento teria na economia.

Num primeiro balanço ao Programa de Assistência Económica e Financeira (PAEF) acordado com o Fundo Monetário Internacional (FMI) e a Comissão Europeia, a instituição liderada por Teodora Cardoso diz que o grau de consolidação alcançado desde o verão de 2011 é significativo e que ocorreu no contexto desfavorável, tanto a nível nacional como internacional.

Mas o efeito destes fatores, diz o CFP, "não foi completamente tido em conta na programação inicial do processo de ajustamento".