Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ajuda externa: "O que importa é que haja um Governo e uma maioria que executem" o programa - Vítor Constâncio

Lusa economia

  • 333

Nicósia, 15 set (Lusa) - O vice-presidente do Banco Central Europeu (BCE) Vítor Constâncio afirmou hoje que "o que importa" é que exista em Portugal "um Governo e uma maioria parlamentar que executem os programas e as medidas", para que o processo de ajustamento avance.

"Como noutros países acontece, o que importa é que haja um Governo e uma maioria parlamentar que executem os programas e as medidas, e o ajustamento continue a ser feito", afirmou Vítor Constâncio aos jornalistas, em Nicósia, Chipre, à margem do Ecofin, quando questionado sobre as eventuais consequências da ausência de um consenso político em Portugal.

"É claro que um maior consenso ajuda ao processo, mas o que é importante é que o processo prossiga", acrescentou.