Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ajuda externa: "Distribuição equitativa dos esforços é uma condição necessária para êxito" - Almunia

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 13 jul (Lusa) - O comissário europeu da Concorrência, Joaquín Almunia, afirmou hoje em Lisboa que é necessária "uma distribuição equitativa dos esforços [dos cidadãos] na contribuição aos ajustes, reformas e às políticas para que exista um êxito" na recuperação da economia.

Joaquín Almunia, que falava aos jornalistas à margem da conferência "O novo regime jurídico da concorrência" na Universidade Católica e que contou com a presença do ministro da Economia Álvaro Santos Pereira, frisou que os protestos, manifestações e greves têm razão de ser porque "provavelmente não são suficientemente consultados ou porque as medidas não são explicadas com a suficiente transparência", podendo haver protestos porque "há cidadãos que pensam que os esforços não estão a ser distribuídos de forma equitativa".

Referindo-se à situação em Espanha, o responsável da Concorrência europeia - que é espanhol - disse que "o sentido geral das reformas que, tanto o Governo anterior como este, vêm a desenvolvendo nos últimos anos são estritamente necessários para superar os desequilíbrios".