Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ajuda Externa: Confederação do Comércio rejeita qualquer medida de aumento de carga fiscal

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 03 set (Lusa) -- O presidente da Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP) rejeitou hoje, durante a reunião com a 'troika', qualquer medida de aumento da carga fiscal no âmbito de um reajustamento aos objetivos do défice.

"Não estando a ser cumpridas as metas, as medidas devem passar por outras soluções, nomeadamente a criação de condições para um maior financiamento das empresas pela banca e um esforço especial na reabilitação urbana, essencial para a dinamização de um grande número de empresas dos setores mais atingidos", disse João Vieira Lopes aos representantes, no âmbito da quinta avaliação do programa de assistência financeira a Portugal.

A CCP defendeu ainda a necessidade de isenções e benefícios fiscais para as empresas que investem, refere a associação, em comunicado.