Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

África do Sul: Operadora móvel sob investigação por alegada corrupção no Irão

Lusa economia

  • 333

Joanesburgo, 06 jun (Lusa) - A polícia sul-africana iniciou uma investigação à MTN, a maior operadora de telecomunicações móveis do continente africano, por alegadas práticas de corrupção no Irão.

A MTN é suspeita de ter pago subornos a funcionários iranianos e a um ex-embaixador sul-africano no Irão para obter uma licença de operadora móvel naquele país. Entre as táticas alegadamente utilizadas pela empresa para obter vantagem na licença incluem-se uma promessa feita pelo então embaixador sul-africano no Irão de facilitar a aquisição de equipamento de defesa ao regime iraniano em, contravenção das sanções internacionais impostas a Teerão.

Os investigadores, da unidade especial "The Hawks", disseram estar a seguir pistas levantadas por um processo-crime, aberto em março nos Estados Unidos da América, contra a MTN pela operadora de telecomunicações turca Turkcell, a qual teria sido preterida no concurso iraniano a favor da operadora sul-africana, depois de ter já obtido a licença de funcionamento em território do Irão.