Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Administração pública está "decapitada" mas "é saída para a crise" - investigador

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 29 jan (Lusa) -- O economista Marco Cangiano afirmou hoje que ficou "surpreendido" com a imagem negativa dos serviços públicos portugueses, que estão "decapitados", considerando que a administração pública "é a saída para a crise".

"Estou um pouco surpreendido com a visão negativa dos serviços públicos [em Portugal]. Os serviços públicos estão a ser decapitados. Não são estes os serviços públicos que tenho visto e com que tenho trabalhado. Os serviços públicos são a saída do problema", afirmou Cangiano numa conferência sobre a reforma do setor público, em Lisboa.

O antigo diretor do Departamento de Assuntos Orçamentais do Fundo Monetário Internacional, que está atualmente de licença sabática, defendeu ainda que "as reformas nunca param" e que devem "direcionar-se para os problemas específicos".