Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

A apicultura poderá ser um suplemento à economia familar em tempo de crise - apicultor

Lusa economia

  • 333

Funchal, 18 mai (Lusa) - A apicultura tem vindo a atrair o interesse dos madeirenses, que olham para esta atividade como um contributo para a economia familiar, "depauperada pela crise e pelas medidas de austeridade", diz o apicultor Carlos Pestana.

"Eu tenho recebido muitos jovens e outras pessoas já menos jovens que querem saber como é que esta atividade se processa", diz Carlos Pestana, a propósito do Dia do Apicultor que é comemorado domingo no Porto Moniz, no norte da ilha da Madeira.

Em declarações à agência Lusa, Carlos Pestana, que tem 25 colmeias no Porto Moniz e nos Prazeres, de cuja última cresta tirou 750 litros de mel de abelhas, defende que a apicultura "é uma atividade que tem vindo a crescer" e fundamenta esta sua convicção no facto de receber "muita gente" e de notar "interesse por parte dos jovens".