Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

2013: O ano do enorme aumento de muitos impostos

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 18 dez (Lusa) -- Uma sobretaxa de 3,5% e menos escalões de IRS que vão penalizar os contribuintes, taxas adicionais e muitas outras mexidas confirmam um ano que será marcado pelo famoso "enorme aumento de impostos".

As palavras são do ministro das Finanças, Vítor Gaspar, proferidas a 03 de setembro quando apresentou o que seria a alternativa ao aumento da contribuição dos trabalhadores para a Segurança Social de 11% para 18% (em contraponto com um corte de 5,75 pontos percentuais na Taxa Social Única para as empresas).

O Governo espera atingir as novas metas acordadas com o Fundo Monetário Internacional (FMI), Comissão Europeia e Banco Central, de um défice orçamental de 4,5% em 2013, com recurso a medidas do lado da receita que compõem 81% do esforço orçamental em 2013 (nas contas iniciais do orçamento).