Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

2012: Rendas excessivas na energia provocaram primeira baixa no Governo

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 13 dez (Lusa) - A polémica das rendas excessivas na energia provocou a primeira baixa no Governo, com Henrique Gomes a deixar o cargo de secretário de Estado da Energia e a ser substituído por Artur Trindade.

Enquanto Governo e as próprias empresas atingidas se consideraram satisfeitas com os resultados atingidos na renegociação das rendas, uma poupança de cerca de 1,8 mil milhões de euros até 2020, já a oposição, como o PS, PCP e BE, consideram que se poderia ter ido mais longe do que um corte de cerca de 200 milhões de euros por ano.

Pelo meio, Henrique Gomes, que não conseguiu avançar com a intenção de criar um imposto especial aos produtores da energia, como existe em Espanha, acabou por pedir a demissão "por motivos de índole pessoal e familiar" e foi substituído por Artur Trindade, vindo da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), um técnico que rapidamente se mostrou um político nas questões da energia.