Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Pav. Atlântico: Consórcio vencedor apresentou "garantia de continuidade" - promotor

Lusa Cultura

  • 333

Lisboa, 26 jul (Lusa) - O promotor Nuno Brancaamp, da empresa Ritmos & Blues, disse hoje à agência Lusa que o consórcio que integrou e que vai comprar com o Pavilhão Atlântico, em Lisboa, apresentou uma proposta que era "uma garantia de continuidade".

O Governo aprovou hoje, em Conselho de Ministros, a venda do Pavilhão Atlântico ao consórcio que engloba a promotora Ritmos & Blues, o promotor Luís Montez, em nome individual, e a atual equipa gestora daquele equipamento.

"Juntaram-se dois dos maiores promotores portugueses de espetáculos e ficam quatro pessoas-chave que já estavam na gestão do Pavilhão Atlântico. Sem falarmos em números, isso terá sido o mais aliciante [para o Governo]. É uma garantia de continuidade", disse Nuno Brancaamp.