Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

História: Padre português teve papel importante no primeiro tratado entre a China e a Rússia

Lusa Cultura

  • 333

Pequim, 03 set (Lusa) - Um missionário jesuíta português conhecido na antiga corte imperial chinesa como músico, astrónomo, matemático e diplomata desempenhou papel importante nas negociações do primeiro acordo fronteiriço entre a China e a Rússia, no final do século XVII.

O invulgar protagonismo do padre Tomás Pereira (1645-1708) no Tratado de Nerchinsk foi evocado na segunda-feira na capital chinesa pelo investigador Jin Guoping, numa homenagem promovida pelo Centro Nacional de Cultura (CNC), a Embaixada de Portugal na China e o Planetário de Pequim.

Tomás Pereira e um padre francês, J.F. Gerbillon, foram escolhidos pelo imperador Kangxi para participarem nas referidas negociações e, segundo Jin Guoping, o missionário português "desempenhou bem o papel de intérprete-tradutor e de conselheiro de direito internacional".