Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Fundações: Serralves está surpreendida com cortes e admite redução da oferta

Lusa Cultura

  • 333

Porto, 26 set (Lusa) -- O presidente do conselho de administração da Fundação de Serralves, Luís Braga da Cruz, afirmou hoje ter ficado surpreendido com o anúncio do corte de 30 por cento e admitiu que haja uma redução da oferta cultural.

"[Recebi a notícia] com alguma surpresa. Porque apesar de ter a noção que a situação económica do país é complexa, difícil e que isto poderia tocar a todos, não esperava que fosse feita da forma como foi", disse à Lusa Braga da Cruz, que se referia ao tratamento por igual dado a quase todas as instituições, ou seja, equivalente para "aqueles que fazem melhor" e para "quem faz mal".

De acordo com a resolução publicada na terça-feira em Diário da República, a Coleção Berardo, Serralves e a Casa da Música veem os apoios reduzidos em 30 por cento, enquanto o Centro Cultural de Belém recebe um corte de 20 por cento, algo que Braga Cruz não compreende, mas acredita que "há de ser explicado um dia".