Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

"Flash-mob" pôs centenas a dançar na baixa do Porto para ajudar o comércio tradicional

Lusa Cultura

  • 333

Porto, 05 jan (Lusa) - Várias centenas de pessoas participaram hoje numa aula de dança realizada na rua de Santa Catarina, no Porto, num "flash-mob" organizada para promover o comércio tradicional.

A ideia partiu de uma empresa de consultoria de negócios internacionais, que há um mês abriu um centro de operações no Porto e realizou a iniciativa com "o objetivo de mostrar que no Porto podem fazer-se coisas com tanto nível, tanta criatividade e tanta inovação como em Tóquio ou em Singapura ou em Nova Iorque", disse à imprensa a diretora executiva Elisabete Coutinho.

A "flash-mob", um termo inglês que designa manifestações aparentemente espontâneas organizadas através de redes sociais, foi, para a diretora executiva da empresa de consultoria, "sem precedentes" e "tornou-se numa verdadeira aula de rua", uma artéria escolhida por ser "o coração da cidade e porque os comerciantes precisam de otimismo".