Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

China critica casa de leilões francesa por vender selo histórico alegadamente roubado de Pequim

Lusa Cultura

  • 333

Pequim, 19 dez (Lusa) -- A autoridade cultural estatal chinesa criticou uma casa de leilões francesa por vender um selo histórico alegadamente saqueado por tropas estrangeiras no século XIX, revela hoje a imprensa estatal.

Um responsável da Administração Estatal do Património Cultural, não identificado pelo Beijing News, afirmou que a China se opõe e condena a venda de relíquias culturais retiradas ilegalmente do país.

O mesmo responsável acrescentou que a China se reserva ao direito de reclamar a devolução de qualquer artefacto confirmado como pertencente ao país e espera organizações estrangeiras envolvidas a respeitarem as convenções internacionais.