Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

China: Autoridades recusam renovar licença comercial a empresa de Ai Weiwei

Lusa Cultura

  • 333

Pequim, 02 out (Lusa) -- O artista e dissidente chinês Ai Weiwei foi impedido de renovar a licença de operação da sua empresa Fake Cultural Development, devido à condenação por evasão fiscal, revela hoje o diário de Hong Kong, South China Morning Post.

O próprio artista, segundo o jornal, contou nas redes sociais que recebeu uma notificação da Administração de Industria e Comércio do distrito Chaoyang, em Pequim, no qual é informado que a licença vai ser revogada por não ter sido renovada em 2011.

"O nosso gabinete vai cancelar a sua licença de comércio", refere a notificação ao artista de 55 anos detido em 2011 durante 81 dias no âmbito de investigações por evasão fiscal, um caso que levou à condenação da comunidade internacional por ter sido interpretado como represália pelo ativismo político de Ai Weiwei.