Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Arqueólogos checos descobrem túmulo faraónico com mais de 4500 anos

Lusa Cultura

  • 333

Cairo, 03 nov (Lusa) -- Uma equipa de arqueólogos checos escavou uma tumba faraónica de uma princesa com 4500 anos, no sul do Cairo, anunciou hoje o Ministério de Antiguidades do Egito.

El-Bialy, do ministério, disse hoje à Associated Press que no sítio das escavações o sepulcro da princesa Shert Nebti está rodeado pelos túmulos de quatro altos funcionários da V Dinastia, que datam de cerca de 2500 antes de Cristo, no complexo de Abu Sir, perto da pirâmide de degraus de Saqqara.

El-Bialy afirmou que será possível abrir o túmulo ao público.