Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Londres2012: "Resultados residuais" no Rio se não mudar "paradigma do desporto português" - Vicente Moura

Lusa

  • 333

Weymouth, Inglaterra, 09 ago (Lusa) -- O presidente do Comité Olímpico de Portugal defendeu hoje uma "mudança de paradigma" do desporto português, sob o risco de o país conseguir resultados "residuais" nos Jogos do Rio de Janeiro, em 2012.

"É necessário mudar de paradigma. É indispensável mudar de paradigma, sob pena de, daqui a quatro anos, Portugal ser um país residual nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro", afirmou Vicente Moura, em Weymouth.

O presidente do COP referiu que a responsabilidade pela definição da política desportiva do país "é do Governo" e terá de ser ele a decidir "o que quer fazer em termos desportivos do país".