Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Londres2012: Canoagem - Resultados ímpares com recursos mínimos - José Sousa

Lusa

  • 333

Vila Nova de Gaia, 08 ago (Lusa) -- José Sousa, um dos vice-presidentes da Federação Portuguesa de Canoagem, lembrou que a arte de conquistar finais olímpicas e medalhas dá "muito trabalho" a atletas, treinadores e federação, que tem levado a modalidade a patamares ímpares com recursos mínimos.

"Nenhuma federação pode estar satisfeita com as verbas que tem, muito menos a canoagem, que no 'ranking' dos apoios [estatais] é praticamente 'medalhável'... mas de baixo para cima. Estamos quase em último lugar em termos de apoio, mas no topo em termos de resultados", sintetizou José Sousa, um dos vice-presidentes da federação.

Minutos após a medalha de prata do K2 1.000 Fernando Pimenta/Emanuel Silva e do sexto lugar do K4 500 feminino (a canoagem ainda lutará por finais nos 200 metros e quinta-feira, nos 500, tem nova final em K2 e final B em K1), o dirigente enviava uma mensagem à tutela, de quem a modalidade sempre esperou "muito mais, de acordo com as dezenas de medalhas internacionais conquistadas nos últimos anos".