Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Lituânia preside a UE a 28, focada na união bancária e no mercado energético

Lusa

  • 333

Bruxelas, 01 jul (Lusa) -- A Lituânia assume hoje a presidência semestral da União Europeia, apontando entre as prioridades a união bancária e o mercado único de energia e excluindo que a alegada espionagem norte-americana afete as negociações comerciais com os Estados Unidos.

A Lituânia vai presidir a uma União Europeia (UE) já com 28 Estados-membros -- na sequência da adesão da Croácia -- e depois de ter sido alcançado um "acordo político" sobre o orçamento comunitário para o período 2014-2020 (que será votado no Parlamento Europeu na quarta-feira), pelo que a disponibilização dos fundos "a partir de 01 de janeiro" do próximo ano é outra das metas, adiantou hoje o embaixador lituano junto da UE.

Raimundas Karoblis falava em Bruxelas, numa conferência de imprensa conjunta com o seu homólogo irlandês, Rory Montgomery, durante a qual foi feito um balanço da presidência irlandesa (que decorreu no primeiro semestre desde ano) e apresentadas as prioridades da presidência do país báltico, que termina a 31 de dezembro.