Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Lisboa: Missão da EPUL não está esgotada - Trabalhadores

Lusa

  • 333

Lisboa, 30 nov (Lusa) -- Os trabalhadores da Empresa Pública de Urbanização de Lisboa (EPUL) defenderam hoje que o argumento de que a sua missão estaria esgotada, apresentado pelo presidente da Câmara Municipal de Lisboa para a extinguir, "não corresponde à realidade".

Em comunicado enviado à Lusa, os trabalhadores da empresa, reunidos em plenário, rejeitaram o argumento de António Costa, que lhes comunicou, na quarta-feira, a intenção de propor a extinção da EPUL "alegando que a empresa constituída há mais de 40 anos deixara de ter objeto e missão na atual conjuntura económica e social".

"É entendimento geral dos trabalhadores da empresa que o referido pressuposto não corresponde à realidade, admitindo que o presidente da CML não tenha todos os dados sobre o assunto", lê-se no documento.