Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ligas europeias de futebol querem direitos de propriedade intelectual no topo da agenda política da UE

Lusa

  • 333

Lisboa, 14 mar (Lusa) - O diretor executivo da EPFL (Associação Europeia de Ligas de Futebol Profissional), o português Emanuel de Medeiros, desafiou hoje a União Europeia a colocar a questão dos direitos de propriedade intelectual no desporto no "topo da agenda política".

"Esta reforma já está atrasada", alertou Emanuel de Medeiros, no encerramento da conferência internacional subordinada ao tema da "Proteção dos Direitos de Propriedade Intelectual no Desporto", organizado pela EPFL, que decorreu num hotel de Lisboa.

O líder do organismo, que junta as principais ligas europeias de futebol, recordou a importância económica do desporto e os problemas que enfrentam hoje os organizadores de eventos, designadamente ao nível da contrafação e das apostas desportivas ilegais, que considerou representarem um grave prejuízo para as economias dos Estados-membros da União Europeia.