Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Líderes socialistas criticam divisões nas posturas da 'família' socialista europeia

Lusa

  • 333

Madrid, 16 fev (Lusa) - Líderes socialistas reunidos em Madrid criticaram hoje as vozes da sua família política que, nos últimos anos, se colocaram ao lado dos liberais e conservadores nas respostas à crise europeia.

António José Seguro, líder do PS português, António José Manuel García-Margallo, líder do PS espanhol, Alfredo Pérez Rubalcaba, líder do PSOE, Harlem Désir, líder do PS francês e Joaquin Almunia, vice-presidente da Comissão Europeia, analisaram hoje essa e outras questões numa conferência de debate sobre o futuro da Europa, que decorreu em Madrid.

O debate passou por críticas às posturas próximas de liberais e conservadores, que, aliadas aos "nacionalismos e egoísmos" e à "atitude self-service" dos que não querem contribuir verdadeiramente para as políticas comuns e que, segundo alguns líderes, estão a enfraquecer a unidade europeia e a fazer aumentar o ceticismo europeu em muitos países.