Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Líder do PKK turco deve apelar a um cessar-fogo a partir de 21 de março

Lusa

  • 333

Diyarbakir, 27 fev (Lusa) -- O líder do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), Abdullah Öcalan, deverá apelar aos rebeldes curdos para cumprirem um cessar-fogo a partir de 21 de março, no âmbito das conversações de paz com Ancara, referiram hoje fontes governamentais e curdas.

Numa mensagem enviada aos dirigentes do PKK e ao principal partido curdo da Turquia, o Partido para a paz e a democracia (BDP), Öcalan refere "que a partir do Newroz [o novo ano curdo, celebrado em 21 de março], respeitareis um cessar-fogo, deixarão de efetuar ações", referiu o vice-primeiro-ministro Bülent Arinç à cadeia televisiva NTV.

"O abandono das armas decorrerá entre julho-agosto, e discutiremos o processo de retirada do território" dos combatentes curdos, prosseguiu Arinç ao citar o líder do PKK, detido numa prisão turca desde fevereiro de 1999.