Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Líder do Conselho Regional do Norte quer gestão descentralizada dos fundos da UE

Lusa

  • 333

Porto, 04 abr (Lusa) - O presidente do Conselho Regional do Norte, Francisco Araújo, defendeu hoje a gestão descentralizada dos fundos do próximo quadro comunitário de como forma de travar a "discriminação negativa" que aquela região tem vindo a enfrentar a partir de Lisboa.

"Foi através dos programas operacionais setoriais nos ciclos de programação anteriores que se fez, e continua a fazer, a discriminação negativa da região do norte. Na sua conceção, simplesmente, não se consideraram as especificidades regionais e, em particular, as da região. Na sua gestão à distância a partir da capital negligenciou-se a dimensão do norte e dos seus problemas", apontou.

Francisco Araújo falava no encerramento da cerimónia de apresentação da Iniciativa "Norte 2020", da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) - Norte e do Jornal de Notícias, que pretende envolver a região nas definições estratégicas do próximo quadro comunitário de apoio.