Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Líder do BE diz que cortar na dívida é "única solução" para economia respirar

Lusa

  • 333

Lisboa, 24 jun (Lusa) - O coordenador do BE, João Semedo, defendeu hoje que a redução dos impostos e o aumento dos salários são importantes mas que "o fundamental é cortar na dívida, para que a economia passe a respirar".

As confederações patronais apresentaram-se hoje unidas por um compromisso para o crescimento económico, desafiando o Governo para dar "um novo rumo para Portugal".

"De uma vez por todas há que ter a coragem de o assumir e a ousadia de não insistir numa receita que não é uma solução para Portugal e cuja continuidade nos pode levar para um caminho sem retorno. É preciso coragem e humildade para reconhecer que precisamos de alterar o rumo", referiram os signatários deste compromisso hoje apresentado em Lisboa, que junta a confederação dos agricultores (CAP), do comércio e serviços (CCP), do turismo (CTP) e pela Confederação Empresarial de Portugal (CIP).